CBP reforça comitê de crises para acompanhar pandemia em Juiz de Fora

Após novo decreto da Prefeitura de Juiz de Fora no início desta semana, que determinou a regressão do município para a fase roxa do plano de restabelecimento da economia “Juiz de Fora pela Vida”, somente setores classificados como essenciais podem funcionar. A mudança em vigor proíbe o funcionamento de clubes sociais; esportivos e similares, o que determina fechamento das instalações do clube e paralisa o funcionamento ao sócio.

Diante a determinação que está em vigência, os membros da diretoria executiva prontamente se reuniram no comitê de crises para analisar os impactos e buscar soluções seguras e rápidas para dar continuidade aos trabalhos do CBP.
“O nosso comitê está atento a toda situação pandemia em Juiz de Fora. Nossa preocupação agora é resguardar a saúde dos nossos colaboradores e buscar elaborar junto ao SINDICLUBE municipal a elaboração de um protocolo com funcionamento próprio para o setor, com rigor nos quesitos segurança e saúde”, explica o presidente do CBP, Luiz Gustavo Micherif.

O Clube Bom Pastor tem total compromisso com seus colaboradores, sócios e atletas. “A premissa neste momento é a saúde de todos, tanto psicológica, quanto física”, ressalta Micherif. Até o fim deste decreto, o Clube Bom Pastor se solidariza e reforça que está atuando seriamente para a retomada das atividades em segurança.